ODC

O Observatório da Diversidade Cultural – ODC – é uma organização não-governamental que desenvolve programas de ação colaborativa entre gestores culturais, artistas, arte-educadores, agentes culturais e pesquisadores. O objetivo é produzir informação e conhecimento, gerar experiências e experimentações, atuando sobre os desafios da proteção e promoção da diversidade cultural. O ODC busca construir competências pedagógicas, culturais e gerenciais; incentivar e realizar pesquisas e práticas inovadoras além de proporcionar experiências DE mediação no campo da Diversidade Cultural – entendida como elemento estruturante de identidades coletivas abertas ao diálogo e respeito mútuos.

São quatro as diretrizes de ação do ODC:

Informação – Produção e disponibilização de informações focadas em políticas, programas e projetos culturais, por meio de publicações e da atualização semanal do portal do ODC e da Rede da Diversidade Cultural – uma ação coletiva e colaborativa entre os participantes dos processos formativos nas áreas da Gestão e da Diversidade Cultural.

Formação – Desenvolvimento do programa de trabalho “Pensar e Agir com a Cultura”, que forma e atualiza gestores culturais com especial ênfase na Diversidade Cultural. Desde 2003 são realizados seminários, oficinas e curso de especialização com o objetivo de capacitar os agentes que atuam em circuitos formais e informais da cultura, educação, comunicação e arte-educação para o trabalho efetivo, criativo e transformador com a cultura em sua diversidade.

Pesquisa – Desenvolvimento, orientação e participação em pesquisas e mapeamentos sobre a Diversidade Cultural e aspectos da gestão cultural.

Consultoria – Prestação de consultoria para instituições públicas, empresas e organizações não-governamentais no que se refere às áreas da cultura, da diversidade e da gestão cultural.

O ODC atua em parceria com as seguintes instituições: Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura do Brasil, Escritório da UNESCO no Brasil, Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte, Observatório do Instituto Itaú Cultural, Escola Guingnard/UEMG, PUC Minas, Rede de Pesquisadores em Políticas Culturais – REDECult, ArcelorMittal, representação brasileira do U-40, Instituto Kairós e outros grupos da sociedade civil.

www.observatoriodadiversidade.org.br