Professores

  • Ana Paula do Val (USP)

Mestre em Estudos Culturais pela EACH-USP. É especialista em cultura e comunicação pela Universidade Paris VIII, França, com ênfase em políticas culturais, mídias, arte e tecnologias. Possui graduação em arquitetura e urbanismo pela Fundação Armando Álvares Penteado e graduação em artes plásticas – Stadelshule – Schule Belletristik, Alemanha. Tem experiência na área de mapeamentos socioculturais, projetos socioculturais e políticas públicas, planejamento urbano e regional, planos diretores, atuando principalmente nos seguintes temas: políticas culturais; gestão e mediação cultural; artes; cultura; cidade; movimentos culturais; práticas culturais coletivas; mapeamentos socioculturais; redes sociais e sistemas de informação. É Profa. Convidada da Universidade Federal da Integração Latino Americana UNILA; pesquisadora e docente do Observatório de Políticas Culturais do Itaú Cultural; Colaboradora e docente do Observatório da Diversidade Cultural ODC-MG e consultora de diversas instituições, dentre elas UNESCO, SESC-SP, Sistema Nacional de Bibliotecas (MINC).

 

  • Bernardo da Mata Machado – (Fundação João Pinheiro)

Graduado em História pela Universidade Federal de Minas Gerais(1976), Especialista em Gestão Cultural Cooperação Cultural Iberoamericana pela Universidad de Barcelona(1998) e Mestre em Ciência Política pela Universidade Federal de Minas Gerais(1985). Vice-Presidente da Fundação João Pinheiro. Foi Secretário-Adjunto de Cultura de Belo Horizonte; Secretário de Articulação Institucional do MINC e  Secretário Adjunto de Cultura de Minas Gerais.  Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Políticas Públicas.

 

  • José Márcio Barros (UEMG/PUC Minas)

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais (1980), Mestrado em Antropologia Social pela Universidade Estadual de Campinas (1992) e Doutorado em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2003). É professor do Programa de Pós Graduação em Comunicação da PUC Minas, além de integrar o corpo docente do Curso de Ciências Sociais e Comunicação Social da PUC Minas. É professor da Faculdade de Políticas Públicas/ UEMG – Universidade do Estado de Minas Gerais. É professor convidado do Programa de Pós Graduação em Cultura e Sociedade da UFBa. Atua na área da Antropologia Urbana e da Comunicação, com ênfase nas temáticas da identidade cultural, política cultural, cidade e cultura, gestão cultural, da diversidade cultural e processos de mediação. É autor dentre outros trabalhos, do livro Comunicação e Cultura nas avenidas de contorno, publicado pela Editora PUC Minas e organizador dos livros Diversidade Cultural da proteção à promoção, publicado pela Editora Autêntica, As mediações da Cultura, publicado pela Editora PUC Minas, Pensar e Agir com a cultura, publicado pelo ODC e Federalismo e políticas culturais no Brasil, publicado pela EDUFBa. Coordena o Observatório da Diversidade Cultural e o Programa Pensar e Agir com a Cultura e integra a Rede de Estudos em Políticas Culturais.

 

  • José Oliveira Junior

Mestrando em Comunicação Social – Interações Midiáticas pela PUC Minas, Especialista em Novas Tecnologias em Comunicação pelo UNI-BH (1997), Graduado em Comunicação Social pelo UNI-BH (1993). Atualmente participa da coordenação do Observatório da Diversidade Cultural, onde é supervisor de pesquisa. Outras atuações relevantes: Consultor UNESCO para a SAI/MinC na implantação do Sistema Nacional de Cultura em Minas Gerais (2012-2013) e diretor não-remunerado de apoio ao trabalhador associado do Sindicato dos Artistas e Técnicos Em Espetáculos de Diversões de Minas Gerais – SATED Minas. Participa do Grupo de Pesquisa “Diversidade Cultural e Midiática”. Atua principalmente nos seguintes temas: Comunicação e Artes, Gestão Pública de Cultura e de Comunicação, financiamento da política pública de cultura, processos identitários.

  • Juliana Pinto

Graduada em Psicologia, especialista em Mediação em Arte, Cultura e Educação pela Escola Guignard- UEMG e mestre em Educação pela UFMG,  atuou como educadora e supervisora de equipe no Instituto Inhotim sendo responsável pelos projetos formação de educadores/mediadores, colaborando na gestão da equipe, na elaboração e execução de distintos projetos desenvolvidos pela área de educação da instituição. Na Fundação Bienal de São Paulo prestou serviço de supervisão de equipe sendo também responsável pela formação de mediadores durante a 32ª. Bienal de São Paulo (2016). Esteve envolvida em ações de formação de públicos diversos, participando também de fóruns regionais sobre mediação cultural, tal como a Rede Informal de Museus e Centros Culturais de  Belo Horizonte e região metropolitana (RIMC), e de eventos internacionais como o Inclusive Museum International Conference, realizado em Copenhague e em Los Angeles, e  El Museo Reimaginado, organizado pela Fundação TyPA (Argentina).

 

  • Luana Vilutis (UFBa)

Educadora e socióloga, doutora em Cultura e Sociedade pela UFBA, onde realizou a pesquisa Economia Viva: Cultura e Economia Solidária no trabalho em rede dos pontos de cultura. Trabalha com formação e pesquisa nas áreas de cultura, economia solidária e políticas culturais; integra o Observatório da Diversidade Cultural e é pesquisadora do CULT – Centro de Estudos Multidisciplinares da UFBA.

 

 

  • Mariana de Barros Souza – (Associação Pro Esporte e Cultura)

É bacharela em Administração e Mestra em Administração de Organizações pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEA-RP), Universidade de São Paulo (USP). Em sua dissertação, tratou sobre aspectos da gestão cultural nacional. Hoje, atua como Coordenadora de Projetos Culturais na Associação Pró-Esporte e Cultura e é Sócia-Diretora da Goal Projetos.

 

 

  • Priscila D´Agostini (SESC MG)

Mestre em Comunicação Social – Interações Midiáticas pela PUC Minas. Especialista em Arte-Educação pela PUC Minas e em Gestão Cultural pela UNA. Gestora e produtora cultural, educadora e atriz. Diretora da Aff! Comunicação e Cultura desde 2006. Colaboradora do Observatório da Diversidade Cultural (MG) e do Observatório da Juventude (MG). Integrante do agrupamento de artistas O Coletivo de Belo Horizonte/ MG. Foi Coordenadora de Programação do SESC Palladium.  Tem experiência nas áreas de gestão e produção de projetos culturais e sociais, empreendedorismo artístico, teatro e mídias e comunicação e cultura.

  • Thiago Alvim (Nexo)

Mestre em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais e graduado em Administração Pública pela Fundação João Pinheiro/MG. Foi membro da carreira de Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental do Governo de MG com atuação nas áreas de Planejamento e Saúde. Foi Diretor de Planejamento do Instituto Inhotim, responsável por liderar a concepção das estratégias de sustentabilidade da instituição. Já atuou como consultor em Gestão Pública em diversos projetos a serviço de organizações como Instituto Publix, Fundação Dom Cabral, Banco Interamericano de Desenvolvimento, dentre outras. Fundou em 2011 e é sócio desde então da empresa Nexo Investimento Social.